Estratégia De Economia Social 2

Estratégia De Economia Social

A Estratégia Espanhola de Economia Social 2017-2020, aprovada no Conselho de Ministros do passado dia 29 de dezembro, acaba de ser publicada no Boletim Oficial do Estado (BOE). Seu intuito é “a implementação de instrumentos que estimulem as entidades da economia social, com especial atenção pras que apoiem o emprego dos setores mais desfavorecidos e com afinco em teu território”. O documento admite que as organizações da Economia Social tornaram-se um “estandarte fundamental da recuperação económica e do desenvolvimento económico sustentável e inclusivo de nosso país”. A Estratégia, estrutura em onze eixos de atuação estratégicos e sessenta e três medidas, que abordam diferentes estilos-chave para o desenvolvimento do setor.

Entre as medidas concretas, uma das mais novas é a habilitação do Log de Telemática de Cooperativas de Âmbito Estadual, com o término de remover obstáculos administrativos e agilizar a relação entre os cidadãos e o Registro de Cooperativas. O documento progride também em medidas que possam descomplicar o relevo geracional, apoiando a transformação de corporações mercantis normais em entidades da economia social. A Estratégia de motivar assim como o primeiro catálogo nacional das instituições da Economia Social, que deverá ser montado em coordenação com as comunidades autónomas.

Também, o Governo aprova uma ordem ministerial pra gerar um selo de entidades da Economia Social, que distinguirá a todas as empresas que compõem o setor e, dessa maneira, dotá-las de maior visibilidade. Também prevê a construção de um certificado específico pra gestão de entidades da economia social, no âmbito do Catálogo Nacional de Qualificações Profissionais.

  • Vencedor do grand Prix de Titanium Cannes Lions
  • Direção de Arte
  • se Registrar como eleitor
  • Os tweets de todas as pessoas com quem você se relacionar mais serão exibidos primeiro
  • Não desperdice as legendas e a localização

As medidas referidas, se completarão em tarefas e desempenhos em um plano de ação que será desenvolvido em duas fases: a primeira fase abrange de 2018 2019 e se elabora, e aprova, no primeiro semestre desse ano. A segunda fase abrange até 2020. O acompanhamento e avaliação da Estratégia será concretizada em um relatório, de caráter anual, que será exposto ao Conselho pra Promoção da Economia Social.

O PLE é um conceito que se baseia em premissas e princípios das teorias de aprendizagem sócio-cultural, construtivista e conectivista, sobre o modo mais adequado em que se deve organizar a aprendizagem. Por outro lado, as competências são o conjunto de habilidades, técnicas e procedimentos que os alunos criar pra ter sucesso na vida, a partir de todas e cada uma das imensas disciplinas do currículo (educação) .

As competências básicas são as seguintes: a eficiência linguística, a eficiência social e cívica, a capacidade lógico-matemática, a capacidade digital e da perícia de entender a aprender, entre algumas. Não obstante, é necessário ter consciência da existência de novas competências próprias para se fazer acertadamente em PLE. O mais importante é que os alunos, aja com responsabilidade ao usar este tipo de metodologia de forma autónoma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima