Futebol Feminino: Alexia Putellas, Treinador Do Barcelona, Uma 'Celebridade' Com Muito Gol 2

Futebol Feminino: Alexia Putellas, Treinador Do Barcelona, Uma ‘Celebridade’ Com Muito Gol

Alexia Putellas posa marcando os quatro gols que marcou contra o Fundação Albacete. Alexia Putellas é um dos rostos mais explícitos do futebol feminino português. A jogadora do Barcelona, que ontem marcou 4 gols contra o Fundação Albacete, é uma assídua às mídias sociais, onde tem mais de 50.000 seguidores.

Alexia Putellas (Mollet do Vallès, 1994) começou a jogar futebol no colégio. Longe de sentir-se discriminada, era sempre a primeira escolhida pra formar qualquer computador. Já por deste jeito, dizem os que o viram, saía a magia que se esconde em suas botas. Sabadell (2001-2005), Barcelona (2005-2006), Espanyol (2006-2010), Levante (2010-2011) e Barcelona (2011) foram objetos desde que decidiu se esforçar ao futebol.

Aos seus vinte e um anos, prontamente exibe em teu currículo 3 Campeonatos e três Taças. Alexia, que ontem estreou o teu campo de gols nesta temporada, marcando 4 pela goleada (0-10) perante a Fundação Albacete. Nada mais surgir ao vestiário do Andrés Iniesta, teu móvel lançava fumaça entre os WhatsApp e menções no Twitter.

Após ter sido deixado dois empates no caminho, o Barcelona olha de soslaio para o Atlético de Madrid e Athletic Club. Após o Campeonato, esta semana toca Champions League (fase contra o FC Twente). “Será uma eliminatória dificultoso, mas avançar pela competição, é um desafio muito perfeito”, diz. Estudante de Administração de Empresas, Alexia é qualquer coisa mais que um mero jogador de futebol. É a imagem da Nike e já foi possível ver de perto em alguma campanha publicitária.

o Google divulgou o projeto Google Wave com a probabilidade de que o mesmo será liberado como software livre. GWT, Guice, XMPP protocol), desse jeito seria simples integrá-los após a sua libertação. Além disso, Wave oferecia um protocolo federativo aberto, extensível (por intervenção de gadgets), com um controle de versão claro, e com muito interessante edição de documentos em tempo real. Em novembro de 2010, o livre Apache Wave (antes Wave-in-a-Box), foi libertado, sob o guarda-chuva da Fundação Apache.

Atualmente, com planos de se conectar com outras rede social federativa, Lorea (obtida a partir de Elgg). Comunicação – Salas de conversa compatível com Gmail, Jabber usando XMPP (com algumas extensões XEP), porque integra EMITE. Documentos: como no Google Docs. Listas: como no google o Google Groups, todavia minimizando os e-mails, com waves.

Calendário de grupo: Como o Google Calendar, com a circunstância de exportar no formato ical. Troca: com o término de descentralizar o sistema de troca, como no eBay. Waves: Com finalidade de substituir quantos e-mails como se possa. Galerias de Imagem e Vídeo integradas em cada documento. Mídias sociais Distribuídas como no e-mail: a partir de um gerenciador de caixa de entrada, você pode controlar todas as atividades em todos os kunes, e você podes contribuir com cada pessoa ou qualquer grupo, sem necessitar de em que kune registados. Interoperável com qualquer servidor Kune ou sistema baseado no Wave.

  • Cinco Segregação por sexos
  • 1 Como achar hashtag relacionados
  • Use as melhores de sempre fotos
  • um Ivan Madrazo

Chat interoperável com cada servidor XMPP. Forte fixação pra usabilidade de cada usuário. Tutoriais animados para cada ferramenta. Desenvolvido usando software livre e lançado perante a AGPL. Assistente acessível de utilizar para escolher licenças para o tema dos grupos. Por modelo Creative Commons BY-SA. Pacotes pra Debian/Ubuntu, pra uma acessível instalação.

GWT, JavaScript e Python. ↑ “Site Kune”. ↑ “Apresentando o projeto Kune, redes sociais e colaboração livre para grupos”. ↑ “Apresentando o projeto Kune, mídias sociais e colaboração livre pra grupos”. ↑ a b Vídeo: Estado do desenvolvimento Kune (Janeiro de 2008) (AVI) (em inglês). ↑ O ohloh. “Kune em o ohloh”. ↑ “Kune 0.0.9 published (apelido “15M”)”.

↑ “Software livre, hardware livre, estatísticas Caminho, S.; F. Javier, M. Jiménez Gañán, S. Frutos Cid (2008). “Collaborative Development within Open Source Communities”. Encyclopedia of Networked and Virtual Organizations. IGI Global, Information Science Reference. ↑ “Towards a new manager of free projects (Para um novo gestor de projetos livres)”. Página visitada Colabora com Kune! Chamado pra desenvolvedores/as”. Peru Free Software Association. ↑ “MassMob: Meetings and Smart Mobs”. ↑ “Troca project: an experimental peer-to-peer currency”. ↑ “Karma: A Reputation Rating System”. estatísticas . Entrevista com Serotonina DH. ↑ “Move Mapas, crowdfunding e rotulagem de projetos sociais”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima