Governo Popular "estava Suficientemente Pressionado 2

Governo Popular “estava Suficientemente Pressionado

Governo popular “estava suficientemente ameaçado, tanto para a mobilização social como com a circunstância estrutural de corrupção em seu partido”. Por outro lado, alega que os orçamentos “continuam a ser anti-sociais, e, assim como, um aparelho pra forçar as organizações de Hego Euskal Herria a seguir os ditames centralizadores do estado”. Ademais, critica que “deixam de lado o gasto social para priorizar o acréscimo do gasto em defesa”.

Os mercadores de Mégara eram excluídos do mercado de Atenas e de usar as portas de teu império. Esta proibição estranguló a economia de Megara e ameaçou a quebrável paz entre Atenas e Esparta, aliada de Mégara. De acordo com George Cawkwell, com esse decreto Péricles quebrou a Paz dos Trinta Anos “, apesar de, quem sabe, com a aparência de uma desculpa”. A justificação ateniense foi que Megara havia cultivado a terra glorificada à deusa Deméter, que havia dado refúgio para escravos fugitivos, um jeito que os atenienses consideravam o ímpio. Péricles. No primeiro discurso lendário que Tucídides relata, Péricles aconselha os atenienses não dobrar diante das demandas espartana, uma vez que eles eram militarmente mais fortes.

Péricles não estava preparado para fazer concessões unilaterais, acreditando que “se Atenas fazia concessões deste foco, sendo assim Esparta certamente sairia com recentes exigências”. Os termos foram rejeitados pelos espartanos, e, ao não ser nenhuma das duas partes dispostas a permanecer para trás, os dois lados se prepararam para a briga.

  1. a estratégia digital do clube, que aspectos querem potenciar
  2. Rentabilizar as probabilidades da web
  3. um Definição de termos 2.5.1.1 Virtudes éticas
  4. Distribuição de tarefas
  5. 4 Considerações no processo de avaliação

De acordo com os autores Athanasios G. Platias e Constantinos Koliopoulos, professores de estudos estratégicos e de política internacional, “ao invés obedecer exigências compulsórias, Péricles escolheu a batalha”. Outra consideração que pode ter influenciado a Péricles era a probabilidade de que as revoltas no império começaram a explodir quando Atenas se mostrasse fraco. Primeiro ano de batalha (431 a. No ano de 431 a. C., no momento em que a paz neste instante se encontrava em instabilidade, Com II, rei de Esparta, enviou uma segunda delegação de Atenas, exigindo que os atenienses respeitar as exigências espartanos.

Esta delegação não foi admitida em Atenas, uma vez que Péricles imediatamente havia feito aprovar uma resolução de acordo com a qual nenhuma delegação espartana seria admitida pela cidade se os espartanos tinham iniciado as hostilidades. A marinha espartana estava pois guarnecida em Corinto e, analisando isso como uma ação hostil, os atenienses se recusaram a aceitar seus emissários. Após esta última tentativa, Com invadiu a Ática, contudo não encontrou nenhum ateniense na área. Péricles, consciente de que a estratégia espartana seria invadir e saquear o território ateniense, que de imediato havia ordenado a evacuação de toda a população da localidade dentro das muralhas de Atenas.

Não existe nenhum documento do qual constem exatamente como Péricles conseguiu convencer os habitantes da Ática pra que circulam entre as imediatamente bastante movimentadas áreas urbanas. Para diversos, este deslocamento significava abandonar tuas terras, do mesmo jeito que seus ancestrais templos e altares, e modificar totalmente seu hábitos de vida. Desta forma, se bem que acessaram a deslocar-se, muitos habitantes das áreas rurais estavam muito amargurados com a decisão de Péricles. Péricles assim como assegurou a seus compatriotas que, se fosse o caso de que o adversário não saquease tuas próprias fazendas, ele ofereceria estas propriedades pra cidade.

Em cada caso, lendo como tuas fazendas foram submetidas ao saque, os atenienses ficaram indignados, e logo começaram a dirigir o seu descontentamento contra o seu líder, a quem muitos consideravam como o causador de ter trazido a luta. Contudo, mesmo submetido a tanta pressão, Péricles não cedeu à obrigação de empreender ações imediatas contra o inimigo ou ver novamente a estratégia inicial.

Também evitou convocar a Eclésia, temendo que o povo possa optar de modo apressada afrontar os espartanos em campo aberto. Como as reuniões da assembleia se faziam a critério dos presidentes de plantão, os prytaneis, Péricles não tinha um controle formal sobre a sua agenda. Mas, o respeito que tinham Péricles foi o suficiente para persuadi-los de fazer o que ele queria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima