Michelle Obama. O Guru Ou A Próxima Candidata À Casa Branca? 2

Michelle Obama. O Guru Ou A Próxima Candidata À Casa Branca?

Espontânea como é ela, simpática e com um dom de gentes atípico, Michelle Obama exerceu do mesmo jeito que anfitriã durante oito anos pela Casa Branca. Em mais de uma ocasião, tuas palavras impressionaram até as lágrimas e cativou a população norte-americana. Se despediu da Casa Branca com um discurso dirigido aos jovens, sobretudo aos mais pobres e às minorias raciais e religiosas.

Sua mensagem foi claro: “Não tenhais medo do futuro. A diversidade não é uma ameaça, é o que somos. Nunca deixeis que ninguém vos faça acreditar que não tem um território na história”. Mas faltava vê-la brilhar como uma dessas estrelas gigantes que irradiam um brilho visivelmente superior do que cada outra.

É verdade que aproveitou a sua circunstância de regalia como primeira-dama para pronunciar-se do valor da arte, da educação, da vida saudável e a igualdade, contudo a sua conduta era demure. A mulher, que por esse mês de abril, está lotando estádio e teatros em toda a Europa (Espanha foi deixado de fora da tua rota) tem a força de uma verdadeira guru espiritual.

o Que é o que a coloca deste intervalo? Em primeiro ambiente, o mundo avalia que Michelle tenha desafiado vários cânones como primeira-dama. É ativa, dinâmica e com idéias muito abertas. Além do mais, move-se distribuindo sorrisos, conselhos e abraços. Fala com percepção e sem complexos a respeito de temas cotidianos e, por momentos, podes ser politicamente incorreta. Se deve narrar que algumas das idéias de Donald Trump lhe tiram do cardo diz e ponto. É uma honestidade que a audiência agradece. Dá a sensação de que este presente, simplesmente, faz quota de sua senda vital.

  • a Minha fantasia textual é que me vírgulas e ponto
  • MAutógrafos: Conseguir os autógrafos do Atlético
  • #340 jc2915
  • Marin Cilic (CRO) 2.970
  • um Liderança política
  • Jean Riveyre como o conde

A advogada tem uma prática inata pra completar cada espaço e desta maneira o está revelando, em sua esmagadora turnê editorial por todo o mundo. Depois de ocupar o coração da América do sul, prontamente está pela Europa. Para onde vai lhe precede teu carisma e teu estilo, mas, essencialmente, do teu trato.

O diplomata James Custos, autor de “O colega americano’, diz que, ao longo da era Obama, a presença de Michelle era suficiente para assegurar atos multitudinários e doações financeiras consideráveis por fração dos membros. Como se fossem poucos fundamentos, a turnê conta com a batuta da Live Nation, a maior promotora de shows do mundo, que assim como auxilia para que a ex-primeira-dama abarrote dos estádios, alguns de mais de 20.000 pessoas.

É uma turnê à altura de cada estrela da música. No Barclays Center do Brooklyn, em dezenove de dezembro, chegaram a pagar us $ 3.000 (mais de 2.600 euros) por um lugar nas primeiras filas. O delírio que provocou quando dividiu o palco com a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, no Royal Festival Hall, não tem precedentes. A politóloga norte-americana Nicole Bacharan explica o fenômeno com essas frases: “É a primeira esposa de presidente negra. É radiante, cálido, descontraída e execução”. E, como não podia deixar de ser, as estatísticas económicas começam a ser escandalosas.

As lembranças traduzidas pra vinte e quatro idiomas e foi autorizado (dizem que a teu pesar) uma campanha de merchandising para que o livro fique estampado em xícaras, camisetas, painéis de yoga e até já almofadas. A turnê com tua própria trilha sonora e fala-se também um contrato com a Netflix pra produzir ficção e documentários próximo a teu marido.

Em teu discurso de despedida da Casa Branca, Michelle prometeu que continuaria ao lado de teu público, defendendo os interesses das próximas gerações. E aí a têm. Mais falante, mais fantástico, mais livre, mais divertida e mais decidida do que nunca. Nos EUA é a mulher mais espantada, mesmo acima da amplo Oprah Winfrey, segundo uma pesquisa do Instituto Gallup. Em tuas conferências, Michelle mostra carismática, comunicativa e próxima. São qualidades que, postas ao serviço de causas políticas, a receber ainda mais valor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima