Na Primavera, A Pele Dos Cães Se Altera 2

Na Primavera, A Pele Dos Cães Se Altera

Nem nossos animais de estimação são travadas de alergias. De acordo com fatos que operam com os veterinários, entre vinte e 30% da população canina sofre de um distúrbio de tipo alérgico. Os alérgenos mais comuns são o pólen, poeira, ácaros do pó, saliva das pulgas, alimentos, bactérias. Também conseguem ser alguns remédios, alimentos e até mesmo alguma vacina. Os sintomas mais frequentes são notados pela pele e no sistema digestivo. É dada a conjuntura de que existem novas raças mais predispostas a sofrer de alergias do que algumas.

As alergias desejamos dividir em 3 grupos: Alergia atópica ou inalatória, alergia ao mordida de pulga e alergia alimentar. Do mesmo modo que acontece com os humanos, os cães alérgicos vão ser durante toda a tua subsistência, mas não se alarmen, existem remédios pra torná-los mais suportável esta ocorrência.

Os primeiros sintomas aparecem entre o primeiro e terceiro ano de vida, diminuindo a sua intensidade à proporção que o cão vai envelhecendo. De acordo com muitos estudos científicos, as dificuldades dermatológicos afectam 1 em cada quatro cães em Portugal. A chamada “dermatite atópica” é a mais constante, que se agrava no caso de raças como bulldog francês, West Highland Terrier, Sharpei ou labrador, até aparecer a 30% da população canina de nosso país. De acordo com fatos de Affinity, esse número se reduz de modo considerável no momento em que, ao perguntar aos proprietários apenas um em cada 10 pessoas reconhece estar ciente de que o seu cão sofre de alguma patologia da pele.

Em cães, como os humanos, uma pele saudável atua como uma barreira protetora contra alérgenos, irritantes, microorganismos e previne o excesso de perda de água ou transpiração. A mais comum é a chamada “alergia atópica”. Os cães lambem, mordisquean e também se coçam. O diagnóstico é dado o veterinário após uma análise.

em geral, o tratamento é exercido com vacinas, anti-histamínicos, cortisona ou até já, em muitas ocasiões, com um shampoo específico. “Alergia à pulgas”. É como o seu nome sinaliza, a chamada saliva das pulgas quando esta pica o animal. As lesões são as produz o cachorro quando ele morde. O veterinário é o que mencionada normas para o tratamento a escoltar, que consiste em cortar as pulgas do cão e do seu cesto onde você dorme com inseticidas apropriados.

  • O período de queda, a partir de 1876 até a Primeira Guerra Mundial
  • Lábios : Anexos
  • um Portal do tempo
  • Frutos do mar, camarões, lagostas, lagostins, mexilhões, etc. [29][31]
  • ↑ In Defence of Dogs. John Bradshaw. Editora Penguin

Por último, temos a chamada “Alergia alimentar”. É a menos freqüente e se decide após a detecção com uma observação e mudando a alimentação do animal afetado. Atualmente existe uma ampla e variada gama de alimentos pra responder e preencher todas essas coisas. Um exemplo, Advance criou uma linha de produtos específica -Veterinary Diets – focada no tratamento de umas patologias, entre elas as doenças de pele.

“Atopic Care” Advance assistência a reduzir os sintomas da dermatite atópica, a patologia mais comum entre os cães, e a aprimorar a saúde do cabelo e da pele. Por último, não podemos esquecer as pessoas que têm alergia a animais de estimação. Há alguns anos, livrar-se do animal era o primeiro passo do tratamento em pessoas com alergia. Atualmente, a Bayer tem no mercado Vetriderm. Trata-Se de uma solução que, aplicada toda semana sobre a pele do animal, alivia a alergia ao animal de estimação in ter que se retirar de seus proprietários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima