"Os Minas São A Ponta Do Iceberg De Uma Catástrofe Humanitária". 2

“Os Minas São A Ponta Do Iceberg De Uma Catástrofe Humanitária”.

A dificuldade dos Menores Estrangeiros desacompanhados (minério) é apenas a ponta do icerberg de um combate humanitário que neste momento explodiu em outros países europeus e que ameaça detonar o nosso. “só desenvolvendo novos centros não se resolva essa ocorrência” e que o amplo caos humanitário chegará quando “esses minas atingirem a maioridade e fiquem à margem da Administração”.

O defeito é de forma especial sério pela Catalunha, um dos principais destinos refúgio desses menores. No instante, a Autarquia tem monitorados por volta de 4.Duzentos minério, uma cifra superior à do registo oficial nacional, que adiciona os quase 2.000 cadastrados pelo Ministério do Interior. “O número real é muito superior. Trata-Se de um defeito humanitário de grandes dimensões”, explica a ABC educadores sociais que vêem a verdadeira extensão da dificuldade. Diante desta problemática, os Mossos puseram em marcha o passado dia 1 de março, um plano especial, que batizaram como “Poliédrico”.

Tentam controlar e discernir os menores que pernoitam na via e comunicá-la à Administração, de forma especial no caso dos menores de 14 anos e os que se encontrem esnifando cauda. Ester Cabanes, directora-geral da Direcção-Geral de Atenção à Infância e Adolescência (Dgaia), admite a ABC que no momento em que estourou o problema, em junho de 2017, a Administração foi “inteiramente descontrolada”.

“em Apenas três meses chegaram 2.000 menores e tivemos que reagir, abrindo centros sem parar pra conceder uma resposta”, explica. Desde portanto, foram elaborados cerca de 200 recentes instalações pra enfrentar o problema. “Continuam chegando pequenos, mesmo que não de modo tão massiva, o que nos permitiu fazer estratégias pra melhor atender a diversidade de perfis e necessidades”, diz Cabanes. Em relação às ocorrências que geram alguns minério de sangue nas ruas, reconhece que a atual legislação não dá os mecanismos necessários para “pôr limites”.

  • Oferecer soluções pra os defeitos levantados na sua comunidade ou grupos
  • Definir diversas etapas que facilitem a medição de seus resultados
  • 5 sugestões para fazer videos virais
  • Instalação de novos Plugins

“Quando uma menina que está pela via pratica crimes na localidade dos Mossos identificando-porém a não ser que cometa um crime delicado e não podem levá-lo a um centro de internamento e voltam a deixá-lo livre. Nós não podemos fazer com que permaneçam à força no circuito de proteção”, explica Cabanes. O educador social Adrià Padrosa, que trabalha com jovens estrangeiros pela igreja de Santa Ana de Barcelona, que apresenta abrigo a jovens (alguns exmenas) que malviven pela estrada sem recursos, apresenta fé da impotência. “Se um menor estrangeiro pratica crimes pela localidade se leva pra delegacia de polícia, porém depois ele se solta.

assim como Não se lhes pode reter a potência em um centro de acolhimento. Isso gera uma impressão de impotência brutal entre os profissionais que há anos nas trincheiras”, sinaliza a ABC, no tempo em que vigia a entrada dessa paróquia. “Em Portugal poderia estourar um conflito igual ao da França. São a ponta do iceberg de uma catástrofe humanitária”, complementa Padrosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima