Podem Ser Mantidos Por seus Proprietários 2

Podem Ser Mantidos Por seus Proprietários

Os ouriços (Erinaceinae) são menores mamíferos cobertos de espinhos; pertencem à ordem Erinaceomorpha, porém antigamente eram considerados da ordem Insectivora, hoje obsoleto. Existe um total de dezesseis espécies de ouriços, divididas em 5 gêneros, o ouriço único que não pertence a estes gêneros é o ouriço gigante ou bem como denominado como Erethizontidae .

Os ouriços habitam a Europa, Ásia, África e foram introduzidos pela Nova Zelândia. Não há espécies endêmicas de Oceania, nem ouriços vivos que são nativos da América do norte. Em Portugal vivem duas espécies, o ouriço europeu e o ouriço-espanhol, no entanto em cativeiro é muito frequente o ouriço-de-orelhas. Os ouriços não mudaram muito no decorrer dos últimos quinze milhões de anos.

Como muitos dos primeiros mamíferos, adotaram uma existência principalmente noturna e uma alimentação insectívora. Fisicamente caracterizam-se por seus espinhos, que são cabelos ocos recheados de queratina pra ceder rigidez. Os espinhos não estão afiadas como no caso do porco-espinho (não tem que ser confundido com ele (a) nem sequer se desprendem com facilidade do animal.

entretanto, ao longo do primeiro ano de vida, os jovens soltam seus espinhos para substituí-las pelas que terão de ser adultos. Em longos períodos de estresse ou sob alguma doença também conseguem perdê-los. Têm 5 dedos com unhas finas nas extremidades traseiras, sempre que as dianteiras têm cinco dedos com unhas curtas.

Ou melhor devido aos costumes escavadeiras de ouriços. Apenas os ouriços-do-ventre-branco tem quatro dedos nas patas traseiras. Quando se vêem ameaçados, os ouriços conseguem enrolar sobre si mesmos, formando uma bola de arame farpado. A efetividade desta maestria depende do número de dentes que possuam. Deste jeito, os ouriços-do-deserto, que evoluíram para ser menos pesados, preferem dar no pé ou até já atacar o intruso com os seus picos que confiar em sua defesa de onda.

Os diferentes métodos de defesa carregam consigo diferentes espécies de predadores: sempre que que os ouriços-do-floresta não têm excedentes predadores, principalmente corujas e turones, pequenas espécies de peixes, como o ouriço-de-orelhas Hemiechinus auritus são presas de raposas, lobos ou saca-rabos. Todas as espécies de ouriço são principalmente noturnas, mas novas podem ser mais ativas de dia do que algumas. Dormem durante vasto quota do dia entre a grama ou em buracos pela terra. Normalmente, os ouriços cavam tocas pra se defender. Todas as espécies sofrem períodos de letargia, alguns hibernam no inverno e outros estivan no verão, dependendo da espécie, temperatura e abundância de alimento.

  • Quitrique vermelho, Piranga horizonte, mg
  • Abr.2010 | 14:53
  • Perdoa, você quer me foder ou devo requisitar-lhe perdão
  • Acessórios pra gaiolas

Os ouriços emitem uma ampla gama de sons com os quais se noticiar, a partir de grunhidos até fortes gemidos. São uma espécie muito sensível a ruídos e movimentos bruscos. Quando ouvem um ruído contrário, que não estão acostumados se protegem com seus picos convertendo-se uma bola e emite um som (como uma respiração acelerada), depois que o animal sinta que não há perigo se desenvolve.

o tempo Todo estão farejando e movem o nariz de uma maneira muito peculiar (de um lado pro outro). Ocasionalmente, os ouriços fazem um ritual conhecido como auto-unção. Ao notar um cheiro novo o ouriço vai correr a sua fonte, a cheirá-lo-á e a hibernação. Após permanecer a espuma cheirosa de tua boca em seus espinhos com a língua. A natureza deste jeito não está clara, porém se especula que possa cuidar de camuflagem. Os garotos realizam o auto-unção antes mesmo de abrir os olhos. Algumas espécies se vendiam nas lojas de animais como animais de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima