Quanto Dinheiro Você Pode Ganhar Fazendo Memes? 2

Quanto Dinheiro Você Pode Ganhar Fazendo Memes?

Os memes chegaram à internet pra continuar. Estas imagens carregadas de humor ambicionam discursar muito com poucas frases. Às vezes basta uma frase interessante e uma fotografia ou ilustração divertida para ter entre mãos uma bomba viral que se compartilhe mundialmente. Qualquer um que possua uma mídia social sabe o que é um meme e, dessa forma, ainda mais marcas se atrevem a usá-los em suas campanhas publicitárias.

No ano passado, a palavra “meme” venceu por goleada a “Jesus” -a hora de buscar a maioria esquecem-os acentos – em que a procura no Google em o mundo todo respeita. Até teve muito mais interesse que os 2 futebolistas que mais geram atenção. Os memes gosta, cresce tua presença na rede e já há quem viva disso.

A priori, cada circunstância poderá se transformar em uma imagem ou gif viral. Abrange tópicos tão muitos como poderá ser um debate eleitoral entre Trump e Clinton, a celebração de Messi, oferecendo a sua t-shirt ao Bernabéu ou um gato zangado. O ingrediente secreto pro sucesso passa pelo humor ou a ironia.

  • Hugo Martinho Serra
  • Villarreal B-Desportivo: O Recorde de pontos
  • Química
  • League: Resultados e classificações

Depois só inexistência ter uma legião de seguidores nas redes sociais ou achar uma plataforma de divulgação para que você compartilhe em todo o globo. Por vezes, é uma incumbência impossível saber quem está por trás de um meme de sucesso se esse não tem uma marca de água, ou melhor, a assinatura inserida pela mesma imagem. De em tal grau ser compartilhados se perde pelo caminho e o nome do autor e passam a ser sucessos anônimos.

É como se, ao pendurar um meme viral na rede deixasse de ser de seu criador para pertencer só à rede. Desse jeito é melhor qualquer um assinar para ganhar notoriedade. Os publicitários estão bem cientes de todos os fenômenos que triunfam pela sociedade e sabem o que fazer pra surgir a um público muito específico. Os memes são o cotidiano do setor jovem – ‘millennial’, se assim sendo o preferirem – e imediatamente existem marcas que recorrem a esses marcadores virais. O principal modelo disso protagonizou Gucci há pouco tempo ao empregar uma coleção de memes pra exibir tua nova linha de relógios. TFWGucci (When The Feeling, que viria a ter significado de ‘o que você sente quando’).

Os artistas escolhidos foram @beigecardigan, @williamcult ou @youvegotnomale, pessoas com uma legião de fãs, em consequência a tua criatividade e rapidez para usufruir hoje pra fazer humor. A aposta da Gucci, que foi um sucesso. Não era normal que uma marca de luxo utilizou esse tom em suas redes sociais, no entanto souberam renovar-se para entrar de cheio pela corrente ‘millennial’ e da cultura pop. Atrás @youvegotnomale está Sebastian Tribbie, que explicou para o portal VICE como começou a viver dos memes. “Comecei a receber dinheiro, pra uma corporação de alimentos.

Um executivo de marketing me chamou com uma mensagem direta e fiz alguns memes que lhes adorei”, então se iniciou uma nova profissão que não necessita de grandes conhecimentos em edição. A originalidade e o humor são suficientes. Em outra entrevista com Highsnobiety apontou que lhe podem pagar “2.000 dólares por um pacote inicial”, no entanto que teu cache podes diversificar segundo o orçamento de quem o contrate.

Como em tudo, entre os geradores de memes bem como há os que podem acumular uma riqueza como Elliot Tebele. Aos vince e seis anos, tem mais de onze milhões de seguidores no Instagram que estão pendentes de suas criações. A revista Forbes estima que sua conta, FuckJerry, está capacitada pra gerar entre 1,cinco e 3 milhões de dólares nos próximos 12 meses. A dia de hoje é complicado levar uma monetização com os memes que realizam e compartilham pelo Twitter, Instagram ou Facebook. A maneira de receber dinheiro pra uma pessoa que se quer colocar-nos esta nova corrente passa por pendurar o equipamento em blogs próprios e gerar dinheiro com o google AdSense.

Outra opção seria a de colaborar com alguma das plataformas que remuneradas pros criadores de memes. Em qualquer um desses 2 caminhos poderá voltar a cruzar-se alguma marca, como ocorreu com a @youvegotnomale e achar uma nova maneira de existência. Gucci não foi a única marca em doar o passo de usar memes em sua publicidade. Antes o fizeram algumas corporações pra decorar muitas de tuas cercas. Sirva como exemplo o “success kid” que usou a Virgin Media, no Reino Unido, ou o meme “E U NÃO Guy”, que desenhou a star-up Hipchat em San Francisco. Quereis chamar a atenção dos ‘millennials’? Então você tem que fazer rir.

Se desejamos que o mercado não caia haverá que fazer melhores livros e movê-los melhor. Favorecer as livrarias. São fundamentais, na sua tarefa de difusão cultural, e ultimamente tem sido seriamente ameaçadas de extinção, em tal grau pelas dificuldades de acesso a financiamento, como na redução espetacular de compras pra bibliotecas. Apostar claramente pra leitura pela educação. É a única forma de acrescentar a base de leitores do nosso nação, ainda muito inferior à dos países de nosso entorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima