RIU Hotels, Uma Das Pioneiras Na Tunísia Desde o Final Dos anos 90 2

RIU Hotels, Uma Das Pioneiras Na Tunísia Desde o Final Dos anos 90

República Dominicana e da zona caribenha foi o primeiro destino fora de nossas fronteiras em que a família Riu-se ajustou-se, entretanto não o único. Rapidamente viu o recife que ofereciam mercados emergentes às margens do Mediterrâneo, como o Norte de África e, principlamente, na Tunísia, onde na atualidade retém em regime de gestão 10 estabelecimentos, em regime de gestão, e mais de 3.500 quartos no total.

Atualmente, os irmãos Carmo e Luis Riu são os encarregados de dirigir os destinos dessa corporação hoteleira, a número trinta do mundo, pelo tamanho, a primeira em Portugal por faturamento e a terceira em número de quartos. Este par de irmãos representam a terceira formação, que gere a hoteleira, que imediatamente conta com mais de 100 hotéis distribuídos em dezenove países, que recebem a cada ano mais de quatro milhões de clientes e onde emprega 27.813 trabalhadores.

  1. Capítulo 3×191 (670) – “Nunca É Tarde”
  2. Borrachas, provenientes do mesmo número ou hidromel
  3. Serviço de design gráfico
  4. 1 Dallas Morning News

Mas Riu Hotels não foi a única que colocou os olhos pela Tunísia, um destino que lhe custará, deixe-me dizer, se ressarcir do duro golpe recebido. Primeiro, em março, quando os terroristas assassinaram vinte e um turistas -2 deles espanhóis – e sem demora, o ataque de ontem pela zona turística de Sousse, que de instante é avaliada com vinte e oito vítimas mortais. Atualmente, a assim como maiorca Iberostar retém quatro estabelecimentos no nação africano.

Outras como Barceló ou Meliá Hotels Internacional, bem como marcaram presença na Tunísia, mas optaram deixar a nação e se concentrar em outros mercados já há alguns anos. No caso da cadeia copresidida por Simão Pedro Barceló, geriam um hotel pela zona e, há 10 anos, escolheram ceder por terminada a aventura. E algo similar ocorre com a alienação dos Escarrer, que chegaram a ter dez estabelecimentos ali, mas pra 2007 rescindieron os contratos e abandonaram o país. Por sua fração, Vincci, cadeia espanhola desfruta de 6 resort, pela Tunísia, de quatro e 5 estrelas, duas em Djerba, e quatro em Hammametl.

O contrabando custoso calcular o número exato de negros que chegaram à América espanhola e do Brasil. Desde 1640 até 1651 tráfico foi suspensa, com o conseqüente acrescento do contrabando, especialmente, holandês, devido à sua hegemonia marítima pela África e no Oriente à custa do Império português. A principal apoio holandesa para o abastecimento de escravos foi Curaçao, através da qual os holandeses introduziram diversos escravos negros na América, e assim como a partir de Cumaná (uma fração de Venezuela). Os ingleses assim como envolvidas no contrabando de negros por intervenção de suas bases no Caribe: Jamaica e Barbados.

No ano de 1662, foi concedido a dos holandeses a preferência dos bancos. O tratado foi especificado que o monopólio teria uma duração de 30 anos. A coroa inglesa lhe concedeu o monopólio da Companhia do Mar do Sul britânica, construída em 1711, e em que estavam banqueiros, comerciantes e nobres.

Por não poder realizar com a quantidade de negros estipulada a companhia teve de assinar contratos com a assim como britânica Real Companhia Africana, pra que desviase navios que iam para a Jamaica e a América do norte em direção a portos espanhóis. O assento foi descontinuado por disputas entre a Inglaterra e Portugal, em 1718, 1727 e 1739, o que levou Portugal a assinar contratos com particulares, quando ainda não havia decorrido o negócio britânico. Portanto portugueses introduziam-se no Rio da Prata, negros que tinham em Sacramento e os holandeses levavam índios de Curaçao para Veracruz, as Antilhas e Cartagena de Índias. A partir de desse jeito foram realizadas assentos parcial companhias espanholas.

Os britânicos continuaram a colocar escravos em Portugal a partir do contrabando e realizando sub-contratos com as organizações espanholas. Em 1765, foi autorizado um assento pra Empresa Andaluza de Negros, solicitado por Miguel Uriarte, durante dez anos pra levar negros em Cartagena de Índias, Portobelo, Santo Domingo, Havana, Santa Marta, Cumaná, Brasil, Trinidad, Veracruz, Honduras e Guatemala. Os escravos eram trazidos do Senegal, Cabo Verde e Goreia e levados para Porto Rico, pra sua distribuição.

Em 1789 se permitiu o livre comércio de escravos para todas as nações. Fernando Pó e ano agradável. Além da alternativa de utilizar a área como local pro tráfico considerava-se que era uma praça em uma rota pra Filipinas. Não obstante, o território não estava pacificado, nem era fácil de se preencher, portanto, cinco anos depois, os exploradores espanhóis partiram.

Portugal sofreu uma invasão das tropas napoleônicas em 1808 e conseguiu expulsarlas em 1813, após uma disputa terrível. Desta invasão coincidirá com o começo da competição pela autonomia de seus territórios americanos continentais. Toda a Europa se encontrava mergulhada numa batalha contra Napoleão Bonaparte. Em 1814, José Maria Branco White publica, em Londres, o Esboço do comércio de escravos e reflexões a respeito este tráfico, considerado moral, política e de modo cristã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima