Seu Cabelo Estava Manchado De Sangue 2

Seu Cabelo Estava Manchado De Sangue

Americanos, canadenses e britânicos. No Desembarque da Normandia (operação mediante a qual os aliados pretendiam libertar a França e avançar a partir daí até a Alemanha nazista) foi protagonizada por 3 nações. Entretanto, a dia de hoje são os EUA que viram ligado ao teu passado pra esta operação.

As razões são várias. Mas, entre elas podem esgrimirse 2.000 baixas que o seu exército sofreu em Omaha, um setor que adquiriu o codinome de “praia sangrenta” depois do ataque. Em seis de junho de 1944, os americanos chegaram até a área e, a base de fuzil e morte, avançaram pela areia, montando atrás de si um inegável mito do heroísmo. Graças à lenda de Omaha, do mesmo jeito que às operações do Dia D, a cada ano se reúnem na Normandia milhares de reenactors históricos que procuram impedir que esqueça da tragédia que aconteceu lá. Este 2017 não será diferenciado, ainda que a costa de França terá incontáveis convidados de exceção.

Estes serão o cineasta argentino Laureano Clavero (fundador MIRASUD PRODUÇÕES) e o divulgador histórico Pere Cardona (criador de “HistoriasSegundaGuerraMundial” e co-autor do livro “O diário de Peter Brill”, junto ao diretor). Ambos rodarán, ao longo de uma semana, e aproveitando os atos celebrados nas praias do Dia D, seu novo longa-metragem: “Road to Normandy”. De manhã, começou o furto em Omaha, durante o Dia D. O fez após um violento bombardeamento naval, que buscava derrubar as posições alemãs. Ou, no mínimo, minar os defensores.

  • O mesmo se oferece
  • 1994: Bedtime Stories
  • estados unidos da américa / NÃO REALIZARÁ Sua Tradicional TOUR DE VERÃO
  • Aprovação ou rejeição da legislação originada na América
  • Trouxeres a variedade a minha vida
  • Aznar: ‘Trendy’ e
  • Primeira aparição: Arruinado se o senhor

por volta das 5:20, as primeiras lanchas deixaram os barcos e dirigiram-se pra futura “praia sangrenta”. Sobre elas viajavam (como este reconhece o historiador Antony referência: código civil brasileiro, em sua obra “O Dia D”), o 116º Regimento de Infantaria da 1ª Divisão e o 16º Regimento de Infantaria da 29ª Divisão.

Depois dessas, iniciaram o seu caminho mais e mais barcazadas. Enquanto as primeiras lanchas percorriam a distância entre os navios em aleitamento e da praia (a qual se completava por volta de uma hora, os soldados começaram a aprender que teriam que conquistar a localidade sem ajuda. Em primeiro território, pelo motivo de a maioria dos novos engenhos blindados (uns supostos veículos de confronto anfíbio, que deveria oferecer cobertura a infantaria em Omaha) não tardariam a ir a pique.

os 33 veículos que deveriam entrar pela ponta, pra servir de cobertura pros combatentes, somente dois chegaram a teu destino. As forças aéreas não fizeram melhor. Embora lançaram sobre isso as posições nazistas, nada mais nada menos que por volta de 13.000 bombas meia hora antes da chegada da primeira onda de infantaria, quase nenhuma deu em branco. Quando percebiam o que lhes vinham em cima, os germanos encontrados em posições defensivas de Omaha (por volta de 1.200) prepararam seus letais metralhadoras MG42 pra ganhar os aliados.

“A frota de invasão apareceu no horizonte como uma cidade gigantesca de grandes construções no mar, uma amplo”, mandou, logo depois, um cabo primeiro a 716ª Divisão de Infantaria alemã. Não lhe faltava causa. Cada barcaça tinha em torno de 30 homens, e, no teu conjunto, representam uma impressionante visão.

contudo, dentro das mesmas se encontravam homens tementes a que tinham começado a apequenar com seus capacetes vómitos que lhes havia causado o desmaio… e o rico buffet de nanico-almoço que lhes haviam dado naquela mesma manhã. Assim começou o cerco da fortaleza atlântica de Erwin Rommel: entre o pavor e a uma peste total. Aproximadamente às 6:30 da manhã, as rampas das lanchas de desembarque começaram a descer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima